Manoel Carlos começa a desenhar sua última novela das 21 horas

É praticamente certo que após Walcyr Carrasco e sua estreia às 21 horas, Manoel Carlos volte para sua última trama no horário. O novelista ingressou no time principal de autores da Globo após o sucesso de História de Amor (1995). Depois vieram Por Amor (1998), Laços de Família (2001), Mulheres Apaixonadas (2003), Páginas da Vida (2006) e Viver a Vida (2009). Com grande sucesso e repercussão, principalmente em suas novelas que fizeram parte do núcleo Ricardo Waddington, Maneco criou um estilo inconfundível.

Uma de suas maiores marcas é sua protagonista, que sempre se chama Helena. Já interpretaram a famosa personagem Lilian Lemmertz, Maitê Proença, Regina Duarte, Vera Fisher, Christiane Torloni e Taís Araújo. Quem vai encerrar o ciclo é Júlia Lemmertz, filha da atriz que interpretou a primeira Helena, em Baila Comigo (1981). Após a última novela, o desejo de Manoel Carlos é se dedicar a minisséries ou até às novelas das 23 horas. Uma de seus projetos é o de reescrever A Sucessora, que fez sucesso às 18 horas em  1978.

Para encerrar sua história de sucesso às 21 horas, Manoel Carlos deve apresentar uma Helena mais popular, mas sem se distanciar muito de seu estilo. Ainda não é certo que a direção seja de Jayme Monjardim. Pelo autor, a parceria se mantém, mas ainda é preciso o aval da emissora, que se for inteligente, nega. Como tem um texto que investe muito, e investe bem, nos diálogos, coisa que faz falta em muitas novelas atuais, o autor precisa de um diretor mais ágil, que levante suas tramas. Com Monjardim, suas novelas ganharam uma marcha lenta. Páginas da Vida começou bem, mas depois se arrastou (também pelo altíssimo número de personagens) e Viver a Vida foi quase parando do início ao fim.

Quando voltar com sua última novela, provavelmente em janeiro de 2014, Maneco pretende trazer de volta aquela que mais vezes deixou o caminho de suas Helenas mais complicado: Lilia Cabral. É difícil chamar suas personagens de vilãs, outra característica do autor é dar vida a pessoas críveis, mesmo quando elas cometem as piores maldades. Reservada para Saramandaia, novela das 23 horas do ano que vem, Lilia ou vai emendar um trabalho no outro, com poucos dias de intervalo entre as gravações, ou terá que optar por uma das produções. A decisão final deve ficar mesmo nas mãos da Globo. Grata pelas oportunidades que lhe foram dadas pelo autor (veja no próximo post as parcerias dos dois), a atriz, sempre que pode, reconhece a importância de Maneco em sua carreira.

Uma das ideias que Manoel Carlos chegou a cogitar é a de reunir todas as atrizes que já interpretaram suas Helenas, mas o próprio descartou por achar que seria praticamente impossível juntá-las em uma mesma novela. Elas devem, então, fazer participações especiais ao longo da trama. Por sua contribuição à teledramaturgia, pela qualidade de seu texto e pelo universo único que construiu, Manoel Carlos merece fechar a carreira com chave de ouro, ao som de bossa nova e com os conflitos humanos que só ele sabe construir.

Anúncios

3 Respostas para “Manoel Carlos começa a desenhar sua última novela das 21 horas

  1. Acho um saco esse lance dele de mil Helenas…..

  2. As últimas duas novelas dele foram tão arrastadas, mas ele merece um encerramento de carreira no horário com uma novela que seja interessante, eu espero.

  3. Espero que seja uma grande novela!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s