Arquivo da categoria: Vem aí…

O Beijo do Homem Multimídia

Há menos de duas semanas da estréia, Aquele Beijo trará de volta ao horário das sete o humor inteligente, o escracho, e os diálogos preciosos de Miguel Falabella. A novela trará ainda uma inovação: um narrador, o próprio autor da história. Muito comum em séries americanas, a narração nunca foi empregada nas novelas brasileiras da forma como virá em Aquele Beijo, e se vai dar certo ou não só saberemos com os capítulos no ar. A verdade é que o público não costuma reagir muito bem a intervenções externas nas histórias, um exemplo é o funk que interligava algumas cenas de As Filhas da Mãe, rejeitado pelos telespectadores. Embora haja o risco, o uso do narrador para contar a história pode ser um recurso interessante, e o tipo de novela que Falabella escreve é ideal para a novidade.

 

Miguel Falabella está participando desde as chamadas, nas quais apresenta a trama ao público. Confira uma delas:

 

Veja o elenco completo de Aquele Beijo, cheio de grandes nomes que sempre se destacam na comédia, ponto forte da história. O vídeo, trecho da prévia exibida durante a coletiva de impresa, é embalado pela música Garota de Ipanema, em versão de Daniel Jobim e Xuxa.

Anúncios

A Escolinha do Professor Silvio

Durante muitos anos como a segunda maior emissora do país, o SBT amarga hoje a terceira colocação graças a uma série de decisões equivocadas de seu dono. Se a grade do canal como um todo já é bastante inconstante, seu núcleo de dramaturgia, se é que podemos chamar assim, sofre dobrado. A próxima novidade é o remake da novela Carrossel, sucesso do início dos anos noventa, que sem os cuidados necessários pode acabar se tornando uma escolinha de muito mal gosto.

Essa semana foi divulgado que a intérprete da professora Helena será a atriz Rosanne Mulholland, o que deixou muitos fãs da primeira versão da novela aliviados. Durante algum tempo, cogitou-se que protagonista seria Lívia Andrade, e que até Alexandre Frota teria um papel na trama. Nada contra Lívia, nem há material suficiente para avaliar seu talento, mas se as coisas continuassem por esse caminho não seria de se espantar que o corpo docente fosse composto também por Gretchen e Rita Cadillac. Professora Helena, que já foi ícone e que até hoje é lembrada com carinho por toda uma geração, necessita de uma atriz neutra, que seja vista como a personagem, e não pelo histórico de sua intérprete. A escolha de Rosanne se mostrou acertada, e Lívia acabou levando o papel de outra professora.

A estréia de Carrossel está prevista para março do ano que vem, abrindo uma nova fase na dramaturgia do SBT. A emissora vem há algum tempo tentando encontrar um diretor para a área, cheia de divergências, mas não é fácil achar alguém disposto a aceitar a árdua tarefa. Em um certo período, o canal parecia ter encontrado um caminho (Éramos Seis, As Pupilas do Senhor Reitor e Sangue do Meu Sangue, esta última mais complicada), porém qualquer novela mal sucedida era motivo para Silvio Santos acabar com o núcleo. Por muito tempo, houve aposta nas novelas mexicanas dubladas, e depois em adaptações, a maioria equivocadas, salvo raras exceções (como Amor e Ódio e Canavial das Paixões), o que marcou bastante a emissora. Isso, o didatismo histórico do começo, e a direção, que deixou a trama sem o clima dos anos 60, impedem hoje que Amor e Revolução faça sucesso. Com bastante repercussão pelas polêmicas, a audiência da novela não passa dos seis pontos. É o que a emissora deve impedir que aconteça com Carrossel: que as polêmicas sejam maiores que a sua história.

Se a escolha do remake foi uma decisão acertada, só o tempo dirá. O que já podemos dizer é que, do jeito que era, dificilmente Carrossel faria sucesso nos dias de hoje. A cabeça das crianças é outra, a tecnologia tem um papel fundamental na vida de todas elas, e a trama ficaria muito restrita sem um núcleo adulto mais forte. Iris Abravanel já anunciou que adaptações neste sentido estão sendo feitas, e agora é esperar para ver. Que a novela pelo menos seja exibida (a emissora tem arquivada Corações Feridos, inteira gravada desde o ano passado, mas sem previsão de ir ao ar), e que o SBT embarque nessa nova fase. A próxima trama pode ser Carrossel, mas hoje seu núcleo está mais para uma montanha-russa.

Vem aí…

A Vida da Gente

Com a proximidade da estreia, as chamadas de A Vida da Gente estão se intensificando. Elas imprimem bem o clima da história de Lícia Manzo, que vai apostar forte no naturalismo. Enquanto a sinopse divulgada não é nada empolgante, os videos estão bem convidativos, principalmente pela qualidade de imagem que as tramas sob o núcleo Jayme Monjardim sempre recebem. Vindo do conto de fadas que é Cordel Encantado, o público do horário pegará agora o outro extremo. É um bom risco que a emissora corre, apostando na diversidade e saindo da zona de conforto. Um dos maiores perigos de A Vida da Gente é cair na morosidade típica das tramas sob a batuta de Monjardim. Perfeccionista, o diretor muitas vezes peca ao não dar o ritmo necessário às tramas de seu núcleo, abusando das paisagens e exagerando na trilha, o que não cai bem em tramas mais humanistas.

 

Aquele Beijo

A Rede Globo antecipou os teasers de Aquele Beijo, próxima novela das 19h, que estreia no dia 17 de outubro. Eles indicam que a novela de Miguel Falabella vai investir alto na comédia romântica, e a trama conta com um grande talento no gênero: Giovana Antonelli. Difícil vai ser aguentar essa marquinha de beijo durante toda a história.

Por aí…

Há alguns dias a ABC anunciou a oitava como a última temporada da série Desperate Housewives, mas fã que é fã custa a acreditar. Agora a confirmação está aí, alguns teasers já caíram na rede, e deixam claro que as aventuras de Susan, Gaby, Lynette e Bree estão chegando ao fim. Os primeiros vídeos funcionam bem, com uma retrospectiva de momentos marcantes da trama que deixam os espectadores com água na boca. Se por um lado há a tristeza pelo fim da série, por outro há o alento de saber que a história terá um fim digno, diferente de Brothers and Sisters. Na série dos Walkers, na dúvida da renovação, os produtores fizeram um final meio aberto meio fechado, que foi até bonitinho, mas poderia ser melhor. Deste mal, pelo menos Desperate Housewives não vai sofrer.

Saiu o primeiro teaser da próxima novela das 18h, A Vida da Gente. É simples, direto e marcante, e até dá vontade de assistir a história, o que não estava acontecendo pela sinopse divulgada até agora. O título definitivamente não é feliz, a trama principal não tem nada da vida da gente, e o logo é de doer. Juntos, lembram um finado programa que o Netinho (ex-Negritude) tinha na Record.

Coisa nova

AntonioFagundes

A próxima novela das 19hs começa a tomar forma. Bosco Brasil, em sua primeira trama solo na Globo, já escreve a todo vapor. Depois de um atraso muito grande para o início da pré-produção, motivado pela indecisão da Rede Globo, a trama tem estréia prevista para o começo de novembro. Data ruim, aliás. Já no horário de verão, época em que a audiência geralmente cai. A Globo deve adotar a tática do último ano, atrasando toda a sua programação.

No elenco, entre outros, confirmados Antonio Fagundes e Carolina Dieckman. Ele faz sua segunda novela no horário, seu retorno desde A Viagem. Já estava mais do que na hora. Esse revezamento é saudável, e permite que os atores não repitam autores e personagens. Parênteses aqui para elogiar a iniciativa da emissora de acabar com a reserva de atores. A panelinha só cresce com isso. Reynaldo Gianechini, por exemplo, já está reservado há uns 2 anos para a novela do Silvio de Abreu. A gente até enjoa da novela antes de começar.

O título da história do Bosco ainda não foi escolhido. Tudo menos o provisório Bom Dia Frankenstein. Isso até afasta o público. Independente de qualquer coisa, nos resta desejar muito sucesso para a trama do autor. A teledramaturgia está precisando de ar fresco. Bosco Brasil já tem muitos anos de estrada como colaborador, mas agora poderá mostrar o que é capaz de fazer sozinho.